PRIMEIRO CATIVEIRO DE ACLIMATAÇÃO PARA PEIXES-BOIS MARINHOS DO CEARÁ INICIA SUAS ATIVIDADES

Instituto de Biologia Marinha e Meio Ambiente (IBIMM)
14 de julho de 2020
Semana no MASP gira em torno de obra de Alfredo Volpi
14 de julho de 2020
Mostrar tudo

PRIMEIRO CATIVEIRO DE ACLIMATAÇÃO PARA PEIXES-BOIS MARINHOS DO CEARÁ INICIA SUAS ATIVIDADES

(Foto por: Projeto Manatí)

PRIMEIRO CATIVEIRO DE ACLIMATAÇÃO PARA PEIXES-BOIS MARINHOS DO CEARÁ INICIA SUAS ATIVIDADES

Após dois anos de preparos técnicos, a ONG AQUASIS realiza nesta terça-feira (30), a translocação dos dois primeiros animais para a estrutura flutuante que encontra-se no município de Icapuí, no extremo leste do litoral cearense.

A ação a ser realizada pelo Projeto Manatí, com o patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental e apoio do SESC Ceará e Sistema Fecomércio, faz parte das estratégias de conservação adotadas pela Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos – AQUASIS, atuante no estado do Ceará desde 1994, que tem como missão evitar a extinção de espécies da fauna no nordeste do Brasil.

Dentre tais estratégias, voltadas para a conservação do peixe-boi-marinho, um dos mamíferos marinhos mais ameaçados de extinção no Brasil, destacam-se as ações de resgate, reabilitação e soltura, pesquisas, desenvolvimento de políticas públicas e educação ambiental. Por ser o principal local de encalhes de recém-nascidos da espécie no Brasil, a Aquasis direcionou seus esforços para o resgate desses animais, possibilitando seu retorno futuro à natureza. Em 2001 foi inaugurado o Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos (CRMM), no município de Caucaia/CE, com apoio do SESC/CE, importante parceria que já somam quase duas décadas, que contava com estrutura de quarentena para neonatos. Em 2012 a estrutura foi ampliada para possibilitar a completa reabilitação dos peixes-bois e, posteriormente, sua soltura na natureza.

Em 2019, a Aquasis iniciou a implementação do 1º cativeiro de aclimatação para peixes-bois marinhos do Estado do Ceará, localizado no mar da Praia da Peroba, município de Icapuí. A estrutura, que se manteve em fase de testes no ano passado, se configura como um tanque-rede acoplado no interior de uma plataforma flutuante, que abrigará os peixes-bois marinhos reabilitados no CRMM durante o período de aclimatação ao ambiente natural até o momento da soltura. Estima-se que os animais permaneçam no cativeiro de aclimatação por, no mínimo, 6 meses.
A translocação dos dois primeiros animais, Alva e Maceió, está programada esta terça-feira, dia 30 de junho e contará com uma equipe especializada, dentre eles biólogos, veterinários, tratadores e voluntários divididos em duas equipes. Medidas de segurança e desinfecção vem sendo adotadas como prevenção à disseminação do novo coronavírus. O comboio partirá do SESC de Iparana, em Caucaia ainda de madrugada com expectativa de chegada por volta de 5:30h da manhã em Icapuí.

Além da equipe do projeto, a ação também contará com o apoio da Polícia Militar do Ceará, da Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Ceará, do Corpo de Bombeiros e da Capitania dos Portos, que auxiliarão em todo o processo.
Ainda no local de chegada, haverá uma tenda com a equipe de Educação Ambiental do projeto, dispostos a esclarecer todas as dúvidas dos locais no que tange aos acontecimentos da translocação e dando dicas de como ajudar o meio ambiente e contribuir na preservação do peixe-boi marinho.

 

FONTE SITE OFICIAL PROJETO MANATÍ. Disponível em www.projetomanati.org.br; Acesso dia 14 de julho de 2020.
Informações e Fotos por: Projeto Manatí

 

 

Gostaria de juntar-se a Beautiful Brazil e ajudar a divulgar as belezas de nosso pais?
Entre em contato (CLICANDO AQUI!)

 

Os comentários estão encerrados.